Véu, mantilha, grinalda ou voilette?!

Já escolheu seu vestido de noiva? Ótimo!!!
Então é hora de dar o segundo passo pós vestido hahaha!
Você sabe a diferença entre véu, mantilha e voilette? Agora você vai descobrir!!

Véu
O véu é usado desde a Antiguidade. Na Grécia Antiga, as noivas o usavam durante o casamento para confundir os espíritos ruins e se protegerem dos maus olhados - e outros admiradores. Já para a nobreza, ele era usado para proteger do sol e insetos (#nojinho)! Depois passou a ser considerado um símbolo de pureza e castidade (por isso dizem que mulheres que estão se casando pela segunda vez não devem usar o véu).

Independente da história e das tradições, o véu continua sendo uma das opções preferidas para adornar o rosto durante a cerimônia. Ele é confeccionado em tecido leve, como o tule, e pode ser simples (sem detalhes ou com algum acabamento discreto, como filete em cetim, por exemplo); ou ser trabalhado na riqueza bordado com pérolas e miçangas ou com um pouco de renda.

Há 5 tipos de véu:

Véu longo ou catedral: Esse é o véu tradicional. Por ser mais formal, é geralmente usado em casamentos noturnos, em lugares fechados (como igrejas). Costuma ter de 2 a 5 metros de comprimento e é usado em vestidos longos (geralmente, o véu é maior que a cauda do vestido).
Véu ponta de dedo: Tem esse nome porque o tamanho dele é medido pela ponta dos dedos das mãos da noiva (rs!). Pode passar um pouquinho desse comprimento. Ele combina com quase todos os tipos de vestidos, com exceção dos curtos (acima do tornozelo).
Véu cotovelo: Outro véu que tem o nome se referindo "até onde vai". rs Ele fica, mais ou menos, na altura da cintura e só não combina com vestidos de cauda. 
Véu ombro: Esse é o que a gente chama de véu curto. Combina com os tomara que caia e vestidos curtos, pois deixam o visual leve e muito charmoso. Costumam ser usados em cerimônia informais, pela manhã/tarde e ao ar livre.
Véu super curto: Esse é quase um voilette, mas no tecido de véu, que cobre apenas o olho e é a preferência das noivas vintage e/ou das fashionistas.

Algumas dicas para você escolher o seu véu:

Cabelo muito curtinho: não deve optar por um modelo muito volumoso, por exemplo. “Fica esquisito um véu caído do nada”.

Cabelos médios ou longos: as noivas têm preferido o penteado meio solto, meio preso. Para isto o cabelo tem de estar voltado para trás, respeitando a direção do véu.

Rostos mais estreitos: ficam melhor com um véu que penda do topo da cabeça, criando volume nas laterais.

Rostos arredondados: pedem véus que saiam um pouco mais abaixo.

Véu com corte enviesado: pode ir do cotovelo a cintura, ajuda a alongar a noiva.

Véus compridos: alongam a noiva mais ainda, por isso, caem bem nas mais gordinhas ou cheinhas.

Horário: Um almoço de dia exige uma mobilidade e informalidade que não combinam com véu comprido. E um casamento noturno pede um véu mais vistoso, que pode ser tirado na hora da festa.

O véu dá leveza à caminhada rumo ao altar, alongando a figura da noiva e retardando sua passagem diante dos convidados. O tamanho da igreja deve ser calculado para definir o comprimento.

Mantilha
A mantilha é de origem hispânica e pela tradição, ela tem a ver com a modéstia, humildade, pureza e juventude da noiva (ui! rs). Ela tem a mesma função do véu, mas se diferencia por duas coisas: 
1. o tecido usado - que é mais pesado do que os dos véus, ficando desse modo mais rente ao rosto da noiva, além dos bordados - nos véus eles são discretos, na mantilha eles são destacados (aliás, algumas mantilhas são inteiras bordadas) 
2. pela forma de se prender.


Se a mantilha for bordada, ela deve acompanhar o mesmo estilo do bordado do vestido. Ou seja, o vestido deverá ser o mais simples possível, já que a "suntuosidade" será dada pela mantilha.

Ela também pode ser longa ou curta, mas a grande questão que deve ser levada em conta, é o tecido do vestido de noiva. Se a mantilha for de renda, deve ser da mesma usada no vestido ou, então, o vestido não deve ter renda.

Grinalda
São os acessórios como coroas, tiaras, flores, presilhas e tudo o mais que pode ser usado com ou sem o véu.





Dourado está super em alta!

Tem um ar bem vintage (que eu amo!!!) e ainda não é muito popular no Brasil. Ele deixa uma cara sofisticada e ao mesmo tempo delicada na noiva, mas a maioria ainda tem medo de se arriscar com ele.

Voilette
voilette (ou Birdcage Veil para os ingleses) é um outro tipo de acessório, que pode cobrir apenas o rosto, ou parte dele, ou apenas o cabelo e é composto de uma "telinha" feita normalmente de tule ou renda. Esse tecido é preso a uma tiara, casquete, chapéu, flores de tecido, plumas, penas ou nada (rs).






E aí meninas, qual é o seu preferido???

XoXo
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o meu blog! Volte sempre ;)