E aí como fica a alimentação da lactante???


São muitas as preocupações das mulheres com a alimentação durante o período gestacional. Sem dúvida, uma alimentação adequada nesse período é de extrema importância à saúde do bebê e da gestante. Após o nascimento, a mãe que amamenta seu bebê, torna-se uma nutriz, e precisa seguir orientações fundamentais para que o aleitamento materno transcorra com tranquilidade e qualidade pelo menos até os 6 meses de vida da criança.

As necessidades nutricionais durante a lactação são consideravelmente maiores do que na gestação. As nutrizes ou lactantes devem consumir uma alimentação saudável, visando a manutenção da saúde e a produção de leite humano em quantidades suficientes e com adequada concentração de nutrientes. Este artigo tem por objetivo apresentar as necessidades nutricionais e orientações gerais para o planejamento alimentar nessa etapa da vida:

Energia:

Durante a lactação, o aumento do gasto energético está relacionado ao custo adicional necessário para a produção de leite. As recomendações mais recentes sugerem que se utilize a EER (necessidade energética estimada) para a lactante segundo sua faixa etária, com um adicional de 500 kcal/dia para os primeiros 6 meses de lactação. É importantíssimo salientar que esse período não é o mais indicado para a prática de dietas alimentares restritivas, visando a perda de peso. Com acompanhamento nutricional adequado a nutriz poderá seguir um plano alimentar que proporcionará eliminação gradativa do peso adquirido na gestação sem, no entanto, prejudicar a quantidade e qualidade nutricional do leite produzido.

Proteína:

As necessidades protéicas aumentam em proporção com a produção de leite. Para as nutrizes, a necessidade protéica seria de 1,3 gramas de proteína/kilo/dia ou um acréscimo de 25 gramas por dia.

Água e líquidos:

A recomendação de ingestão de água e outros líquidos, como sucos, chás, pode chegar a 3,8 litros ao dia. A prática de atividades físicas e o aumento da temperatura ambiente poderão aumentar ainda mais essa necessidade recomendada, o que deverá ser avaliado individualmente. Vale lembrar, que qualquer bebida alcoólica, inclusive cerveja preta, não é recomendada durante o período de lactação, para que evite alterações de comportamento da criança, bem como outros efeitos tóxicos.

Resumindo, a elaboração do plano alimentar da nutriz deve basear-se nas seguintes práticas:

· Atender as necessidades nutricionais da nutriz (RDA ou AI), considerando o suficiente para atender a demanda energética aumentada de 500 kcal adicionais ao dia. A perda de peso não deve ser o objetivo nesse período, pois pode haver comprometimento da produção de leite;

· A alimentação deve conter todos os grupos alimentares: leite e derivados para adequado suprimento de cálcio, proteínas de alto valor biológico (peixes, carnes magras, grãos), vegetais e cereais integrais;

· Ser fracionada em 6 refeições diárias.

· Restringir o consumo de bebidas e alimentos com cafeína: café, refrigerantes, chocolate, chá mate;

· Aumentar a ingestão hídrica, atendendo as recomendações;

· Aumentar a quantidade de alimentos fonte de ferro, após o retorno da menstruação;



Após a suspensão da amamentação um plano alimentar deve ser realizado, visando repor a reserva de nutrientes utilizados nesse período.

Bjokas da nutri!!!

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o meu blog! Volte sempre ;)