Dopamina e sua alimentação: o neurotransmissor da motivação!!!




A dopamina é um neurotransmissor fundamental para a motivação, foco e produtividade.

Existem cerca de 100 bilhões de neurônios no cérebro humano – tantos quanto as estrelas da Via Láctea. Estas células se comunicam entre si através de substâncias químicas do cérebro chamadas neurotransmissores.

A dopamina é o neurotransmissor responsável pela motivação, impulso e foco. Ela desempenha um papel em vários distúrbios mentais, incluindo depressão, dependências, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e esquizofrenia.

A dopamina tem sido chamada de nossa “molécula da motivação.” Ele aumenta o nosso direcionamento, foco e concentração. Ela nos permite planejar com antecedência e resistir aos impulsos, para que possamos alcançar nossos objetivos. Nos dá a sensação do “Eu fiz isso!” quando realizamos o que nos propusemos a fazer. Faz-nos competitivos e proporciona a emoção da “caçada” em todos os aspectos da vida – negócios, esportes, amor…

A dopamina é responsável pelo nosso sistema de prazer e recompensa. Ela nos permite ter sentimentos de prazer, felicidade e até mesmo euforia. Mas pouca dopamina pode deixar-nos fora de foco, desmotivados, apáticos e até mesmo deprimidos.

Os sintomas de deficiência:

Pessoas com baixas concentrações de dopamina carecem de entusiasmo pela vida. Elas apresentam baixo consumo de energia e motivação e muitas vezes dependem de cafeína, açúcar, ou outros estimulantes para passar o dia.

Muitos dos sintomas comuns da deficiência de dopamina são semelhantes aos da depressão:
Falta de motivação
Fadiga
Apatia
Procrastinação
Incapacidade de sentir prazer
Baixa libido
Problemas de sono
Mudanças de humor
Desespero
Perda de memória
Incapacidade de se concentrar

Ratos de laboratório deficientes em dopamina tornaram-se tão apáticos e letárgicos que faltou motivação para comer e morreram de fome. (2) Por outro lado, algumas pessoas com baixa concentração de dopamina compensam isto com comportamentos auto-destrutivos, para conseguir um aumento na dopamina.

Alimentos que aumentam a Dopamina

A dopamina é feita a partir do aminoácido tirosina que vem a partir da fenilalanina . Comer uma dieta rica em tirosina irá garantir que você tenha os blocos básicos de construção, necessários para a produção da dopamina.

Alimentos ricos em tirosina:

Todos os produtos de origem animal
Amêndoas
Maçãs
Abacate
Bananas
Beterrabas
Cacau
Café
Favas
Vegetais de folhas verdes
Chá verde
Feijão
Farinha de aveia
Vegetais marinhos
Gergelim
Sementes de abóbora
Cúrcuma
Melancia
Gérmen de trigo

Alimentos ricos em probióticos naturais, como iogurte natural , kefir, e chucrute cru também podem aumentar a produção da dopamina natural. De forma peculiar, a saúde de sua flora intestinal afeta sua produção de neurotransmissores. Uma superabundância de bactérias nocivas deixa subprodutos tóxicos chamados lipopolissacarídeos que reduzem os níveis de dopamina. Leia mais sobre isso no post sobre Disbiose Intestinal.

Viram que podemos melhorar nossos níveis de dopamina apenas com a ingestão alimentar....

Corre procure um nutricionista!!!!

Bjokas da nutri!






Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o meu blog! Volte sempre ;)